Três anos sem acidentes de colaboradores externos

Já passaram três anos sobre aquele dia triste de 21 de Agosto de 2015, em que um colaborador externo sofreu um acidente (com clorato de sódio impregnado nas botas), que lhe provocou queimaduras nas pernas. Felizmente, recuperou bem e pôde regressar à sua actividade normal, embora por vezes sentindo ainda as sequelas dessas queimaduras.

Imagem_SegurançaClick to enlarge

Um acidente é sempre doloroso para a pessoa que o sofre, mas também para todos aqueles que o presenciam. “Temos de recordar e ter sempre presente a necessidade de cumprir as regras, porque estas existem para prevenir o acidente e as suas consequências, e não para atrapalhar o trabalho, como, à primeira vista, alguns possam pensar”, observa Patrícia Cecílio,coordenadora das áreas de Segurança, Saúde e Ambiente na Solvay Portugal.

Os acidentes não acontecem só aos outros. Podem atingir cada um/a de nós, se não estivermos preparados e atentos, tanto no trabalho como nas deslocações ou na vida doméstica.

“Já passaram três anos sobre essa memória, que todavia não esquecemos, pois é lição para a vida. Só com verdadeira atenção no terreno, só com um espírito de ‘não deixar andar’ poderemos continuar a celebrar mais anos sem acidentes com baixa”, sublinha Patrícia Cecílio.