Sustentabilidade

  Wind farm
Acreditamos que a oferta de melhores soluções químicas não tem de ser feita à custa do ambiente, bem pelo contrário, e deve respeitar a vida das pessoas.

Estamos empenhados em oferecer aos nossos colaboradores um ambiente de trabalho seguro, que promova o seu desenvolvimento profissional, e em manter com eles um diálogo regular baseado na confiança. Esta relação é particularmente importante, visto que os colaboradores são os principais actores no nosso desempenho responsável.

Os nossos produtos, tais como as soluções para manter a roupa limpa ou a água pura, reduzir o consumo de energia no aquecimento doméstico ou iluminar as ruas com baixo consumo, são concebidos para contribuir para a qualidade de vida e corresponder às expectativas das partes interessadas no que diz respeito ao desenvolvimento sustentável. 

Enquanto fornecedores de milhares de indústrias, procuramos continuamente formas de reduzir ainda mais o impacte sobre o ambiente, fazendo com que a química produza mais com menos.

Porque assumimos um compromisso de progresso perante as nossas partes interessadas, lançámos em 2013 a Solvay Way, a nossa política de desenvolvimento sustentável, que define um enquadramento para guiar e medir o nosso sucesso na realização dos objectivos fixados.

Química Sustentável

A Solvay Portugal e a Economia Circular

  solvay-instalacao-hidrogenio
O grupo Solvay compromete-se com objectivos ambiciosos no horizonte 2025, no quadro da sua estratégia de sustentabilidade e, mais em particular, de descarbonização da sua carteira de actividades, como resposta ao desafio da mudança climática.
 
Alinhada com essa orientação global e com o programa de Excelência Operacional da sua área de negócio, a implementar até 2020, a Solvay Portugal tem vindo a executar, nas suas instalações de Póvoa de Santa Iria, alguns projectos inovadores, que inscrevem o seu empenhamento de desenvolvimento sustentável no moderno conceito de Economia Circular.

Um desses projectos consiste na recuperação e valorização do hidrogénio (excedentário do processo produtivo) na geração de vapor, o que acrescenta eficiência ao sistema energético e aumenta a competitividade de uma forma sustentável.

A partir de 2015, as caldeiras de produção do vapor destinado à Fábrica passaram a dispor de um novo queimador e a ser alimentadas pelo hidrogénio excedentário do processo, o que constitui uma solução inovadora de recuperação e valorização de um subproduto.
A substituição do gás, um recurso importado, pelo hidrogénio resultante da electrólise de salmoura na instalação do clorato de sódio já atingiu, em 2016, uma média mensal de utilização a rondar os 54 por cento.

A Solvay Portugal já utilizava uma fonte de energia limpa (gás natural) nas suas caldeiras, mas reduziu ainda mais as emissões associadas à geração de vapor, dado que a queima do hidrogénio produz essencialmente vapor de água, e melhorou a eficiência do seu processo produtivo.

Objectivos 2025

Objectivos-2025